Invasão Russa
Lula dá “solução de guerra” e é alvo de críticas ucranianas
Por linharesjr.com.br • 10/04/2023
Compartilhe
Presidente sugeriu o governo ucraniano abrisse mão do território da Crimeia, anexado pelo governo de Vladimir Putin em 2014.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem sido alvo de críticas de autoridades ucranianas após sugerir que que a Ucrânia abrisse mão do território da Crimeia, anexado pela Rússia em 2014, em troca da paz.

Diante disso, autoridades ucranianas têm criticado Lula em suas redes sociais por desrespeitar a soberania da Ucrânia sobre seu próprio território. A declaração foi dada em café da manhã com jornalistas organizado, na quinta (5), no Palácio do Planalto.

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky se manifestou alegando que “respeito e ordem retornarão apenas quando a bandeira ucraniana retornar à Crimeia”. Já o diplomata ucraniano aposentado Olexander Scherba perguntou se Lula aplicaria o “princípio” a si mesmo e retweetou post que convidava Lula para “viver sob a ocupação russa por uma semana”.

O porta-voz da diplomacia da Ucrânia, Oleg Nikolenko, também disse que “A Ucrânia não comercializa os seus territórios”, e que “Não há razão legal, política ou moral para que a Ucrânia desista de um centímetro sequer de seu território”, escreveu.

Já Anton Gerashchenko, assessor do ministro de Assuntos Internos da Ucrânia, considerou que a desistência da Crimeia traria impunidade ao presidente russo, Vladimir Putin. “A Rússia entenderá que está tudo bem seguir em frente. Os ditadores perceberão que só a força é certa, que não há punição”, publicou.

Compartilhe
19/04/2024
DETIDOS
Maranhenses presos na Venezuela devem passar por julgamento
19/04/2024
SUPREMA CORTE
Flávio Dino cobra Lula, Pacheco e Lira sobre orçamento secreto
19/04/2024
LEVANTAMENTO
Bolsa Família chega a 40% dos lares no MA e a 4,5% em SC

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda