ELEIÇÕES 2022
STF confirma decisão de Flávio Dino e mantém multa a Bolsonaro
Por linharesjr.com.br • 22/04/2024
Compartilhe
Dino Bolsonaro
Por unanimidade, Primeira Turma do STF decidiu manter multa de R$70 mil ao ex-presidente alegando propaganda eleitoral irregular em 2022.

BRASÍLIA, 22 de abril de 2024 – Por unanimidade, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu manter uma multa de R$70 mil ao ex-presidente Jair Bolsonaro por propaganda eleitoral irregular durante a campanha de 2022.

O caso foi relatado pelo ministro Flávio Dino, ex-chefe da pasta da Justiça e Segurança Pública do governo Lula, que inicialmente rejeitou o pedido de forma monocrática. No entanto, após a defesa apresentar um recurso interno, o processo foi submetido ao colegiado.

Os ministros Cármen Lúcia, Alexandre de Moraes e Luiz Fux acompanharam o voto do relator, sem ressalvas. Cristiano Zanin, ex-advogado da Coligação Brasil Esperança do PT, declarou-se impedido e não participou do julgamento.

A defesa de Bolsonaro pede que Zanin tenha a mesma postura em outros casos que envolvem o ex-presidentehttps://linharesjr.com.br/partido-de-bolsonaro-sinaliza-apoio-a-dino-no-stf/.

O resultado foi publicado no plenário virtual do STF nesta segunda (22). O voto de Dino, endossado pelos demais ministros, argumenta que a discussão sobre o caso no Supremo requereria uma reavaliação das provas, algo que não é de competência das cortes superiores.

Há uma jurisprudência estabelecida de que recursos ao STF e ao STJ devem limitar-se à discussão sobre o direito aplicável ao caso.

O episódio que desencadeou esse processo foi a divulgação de um vídeo pela campanha de Bolsonaro, contendo trechos editados dos depoimentos de Lula nos processos da Lava-Jato, impulsionado em redes sociais sem clareza quanto à intervenção financeira.

Os advogados de Lula, incluindo Zanin, alegaram que o conteúdo difamava o ex-presidente e violava as regras eleitorais ao não deixar evidente o impulsionamento financeiro.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acatou essa argumentação, determinando a retirada do vídeo do ar e impondo a multa de R$70.000 a Bolsonaro.

Compartilhe
25/05/2024
PENA
Ex-prefeito de Graça Aranha condenado por irregularidades
25/05/2024
APOIO AO TERROR
Terroristas usaram agência da ONU para esconder cadáveres em Gaza
25/05/2024
Rejeição a Lula entre população do Brasil supera aprovação

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda