AÇÃO
Solidariedade contesta no STF aumento de ICMS no Maranhão
Por linharesjr.com.br • 27/04/2024
Compartilhe
Solidariedade STF
Partido comandado por Flávia Alves, irmã de Othelino Neto, diz que não houve estudo dos impactos financeiros e sociais da medida de Brandão.

BRASÍLIA, 27 de abril de 2024 – O Partido Solidariedade apresentou uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) ao Supremo Tribunal Federal (STF) contestando a validade da Lei 12.120/2023, que aumentou a alíquota média do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no Maranhão de 20% para 22%.

Alega-se que a aprovação da lei desconsiderou o devido processo legislativo, pois não houve estudo dos impactos financeiros e sociais da medida. Segundo a legenda, a proposta foi enviada para apreciação sem análise prévia desses aspectos.

Além disso, o partido argumenta que a justificativa de “recomposição das perdas de arrecadação” não é válida, já que ajustes anteriores teriam sido suficientes para essa finalidade, conforme dados da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz).

A ADI foi protocolada e distribuída ao ministro Nunes Marques.

peticaoICMS
Compartilhe
15/07/2024
MARANHÃO
Número de motoristas com problema de visão dobra em 10 anos
15/07/2024
PRIVATIZAÇÃO
Governo do Maranhão contrata estudo para privatizar a CAEMA
15/07/2024
GAFE
Brandão apaga post sobre ranking de qualidade de vida no MA

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda