DISCURSO
Senador rebate Dino com fundamentos para impeachment do STF
Por linharesjr.com.br • 08/02/2024
Compartilhe
Plínio Dino
Plínio Valério (PSDB-AM) respondeu às declarações de Flávio Dino, citando crimes de responsabilidade previstos na Lei 1.079/1950.

BRASÍLIA, 08 de fevereiro de 2024 – Nesta quarta (7), o senador Plínio Valério (PSDB-AM) emitiu uma resposta às declarações de Flávio Dino, ex-ministro da Justiça, que havia afirmado que propostas de impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) eram “falsas soluções” para questões envolvendo a atuação da Corte.

Valério fundamentou sua resposta no artigo 39 da Lei 1.079/1950, que define crimes de responsabilidade dos ministros do STF.

O senador destacou algumas situações, afirmando: “São crimes de responsabilidade dos ministros do STF: ‘alterar, por qualquer forma, exceto por via de recurso, a decisão ou voto já proferido em sessão do tribunal’. Posso dar oito nomes de ministros que desobedeceram isso.”

O senador também mencionou outras situações previstas na lei, como “proferir julgamento quando, por lei, seja suspeito na causa” e “exercer atividade político-partidária”, apontando alegados casos que poderiam se enquadrar nessas categorias.

Flávio Dino, por sua vez, manifestou sua oposição a propostas de emenda à Constituição (PECs) que buscam limitar a atuação dos ministros do STF.
Entre essas propostas estão a fixação de mandatos para os ministros, uma PEC de autoria de Valério, e outra que visa reduzir a quantidade de decisões monocráticas proferidas pela Corte.

Ambas as PECs estão em tramitação no Parlamento.

Compartilhe
20/02/2024
DECISÃO
Desembargadora maranhense é afastada pelo CNJ por dois anos
20/02/2024
FORO PRIVILEGIADO
Oposição aposta no fim do foro contra excessos do Judiciário
20/02/2024
PANDEMIA DE CORRUPÇÃO
Mais um membro do Ministério Público maranhense acusado de corrupção

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda