INQUÉRITO
Prefeito de Coroatá será investigado pelo Ministério Público
Por José Linhares Jr • 06/06/2022
Compartilhe
Prefeito Luís Filho entrou na mira do MPMA por suspeita de ter cometido ato de improbidade administrativa.

O prefeito de Coroatá, Luís Filho, virou alvo do Ministério Público por suspeita de ter cometido ato de improbidade administrativa.

De acordo com informações, no dia 12 de fevereiro de 2021 o gestor fez um seletivo para preenchimento de vagas no município, no qual já existem aprovados em concurso público, que ainda não foram nomeados. O Inquérito Civil instaurado buscar investigar os fatos para posterior propositura de ação civil pública.

Entre as determinações, o prefeito Luís Filho deve fornecer a relação dos aprovados no último concurso público e explicar quais candidatos foram aprovados e para quais vagas foram nomeados.

Compartilhe
23/04/2024
REAÇÃO
Adepol divulga nota de repúdio contra remoção de delegado
23/04/2024
QUINTO CONSTITUCIONAL
Lista tríplice do Ministério Público será definida nessa quarta (24)
23/04/2024
ASSEMBLEIA
Deputado propõe revogação de título a Geraldo Alckmin no MA

2 Comentários

  1. Eu a que está na espera da minha nomeação.

    Eu acho que já está na hora do prefeito assumir realmente com o seu dever. Somos muitos que estamos na espera.
    Ele tem conhecimento dos aprovados e classificados neste concurso, o quê ele faz? Prefere fazer seletivo posso dizer que é um meio de segurar votos para ele.
    Mas eu acredito em Deus e sei que ele está vendo tudo isso e o próprio Deus fará justiça.
    Aqui fica minha tristeza, repúdio e arrependimento de um dia ter votado neste cidadão.
    Espero que a justiça seja cumprida aqui neste município, porque aqui venho observando que conhecimento não consta e sim a fala de um vereador. É uma tristeza .

    Responder
  2. Francisca Ferreira

    É de admirar que o prefeito de Coroatá já fez três seletivos para contratar,sendo que tem aprovados e classificados no concurso de 2019.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda