VACINAÇÃO
PF indicia Bolsonaro, Cid e deputado por dados falsos em sistema
Por IMIRANTE.COM • 19/03/2024
Compartilhe
Bolsonaro PF
O processo segue para o Ministério Público Federal, que decide se apresenta denúncia à Justiça ou arquiva a apuração.

BRASÍLIA, 19 de março de 2024 – A Polícia Federal indiciou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o tenente-coronel Mauro Cid e o deputado federal Gutemberg Reis (MDB-RJ) pelos crimes de associação criminosa e inserção de dados falsos em sistema de informações.

As investigações são referentes à suposta falsificação de certificados de vacinas de Covid-19. Outras 14 pessoas também foram indiciadas. Cid foi indiciado também por uso indevido de documento falso.

Agora, o processo segue para o Ministério Público Federal, que decide se apresenta denúncia à Justiça ou arquiva a apuração.

O crime de associação criminosa prevê pena de um a três anos; o de inserção de dados falsos em sistema de informações, de dois a 12 anos.

Segundo o g1, o advogado de Bolsonaro, Fabio Wajngarten, disse ser lamentável a divulgação da informação, mas não comentou o teor o indiciamento. Já o irmão de Reis, Washington Reis, declarou ao g1 que é uma covardia o que estão fazendo com o deputado e que vão responder na justiça.

As defesas de Bolsonaro e Cid não se manifestaram.

Continue lendo…

Compartilhe
25/05/2024
PENA
Ex-prefeito de Graça Aranha condenado por irregularidades
25/05/2024
APOIO AO TERROR
Terroristas usaram agência da ONU para esconder cadáveres em Gaza
25/05/2024
Rejeição a Lula entre população do Brasil supera aprovação

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda