DECISÃO

20/02/2024

Desembargadora maranhense é afastada pelo CNJ por dois anos

IMIRANTE.COM

Processo foi aberto após decisões em favor de um ex-assessor, que pedia recontagem de pontos após prestar concurso para tabelião.

Leia mais

Desembargadora maranhense é afastada pelo CNJ por dois anos

AÇÕES DO GOVERNO

Segurança nas praias de São Luís é intensificada pelo Governo Estadual

06/01/2023 - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS
Operação Praia Segura mobiliza dezenas de homens e grande aparato no período de férias para garantir segurança de frequentadores da orla da capital maranhense.

As praias da Grande São Luís, mais especificamente os frequentadores e banhistas, ganharam um reforço na segurança: equipes do Batalhão de Bombeiros Marítimo (BBMar) atuando, de forma preventiva, contra acidentes e afogamentos. O grupamento ainda realiza ações de abordagens e de resgates. Os trabalhos são intensificados nos períodos de férias e feriados, devido ao alto número de frequentadores nas praias, mas as ações seguem o ano todo.

Como parte da operação Praia Segura, as ações focam em conscientizar as pessoas sobre os riscos de acidentes na orla, caso não sejam tomados os devidos cuidados. A iniciativa busca, ainda, evitar o tráfego ilegal de veículos à beira-mar, e também corroborar para uma maior segurança dos banhistas dentro d’água.

“É um trabalho que faz parte da rotina da equipe e reforçamos nos períodos de férias, quando há um maior número de banhistas. O objetivo é garantir segurança e tranquilidade nas praias”, destacou o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), coronel Célio Roberto de Araújo.

Entre outras ações realizadas pelo grupamento estão, por exemplo, medidas preventivas como o monitoramento de área; ações de salvamento e educativas em quadriciclos; monitoramento a pé, em rondas, a realização de patrulhamento, dentre outras.

Multiplicadores

Os bombeiros que atuam na operação Praia Segura contam com a ajuda dos proprietários de bares e restaurantes, que acabam sendo multiplicadores das ações e repassam aos clientes os esclarecimentos sobre cuidados que eles devem seguir.

Os casos mais comuns neste período são queimadura de caravelas, crianças perdidas, perigos por conta das chuvas e consumo de álcool. A Operação Praia Segura cobre a orla de São Luís (Olho d’Água, do Meio, Litorânea, São Marcos, Ponta d’Areia) e São José de Ribamar (Praia do Araçagy, Banho e Panaquatira).

Aplicativo

O aplicativo Praia Segura SLZ, que pode ser baixado em Android e IOS, é um forte aliado para quem quer mais segurança e orientações. A ferramenta traz informações sobre locais de risco, dicas de segurança e características das praias (extensão, se há guarda-vidas, dias e horários, atendimento médico, posto de saúde mais próximo).

Informa ainda sobre a tábua de maré (dias e horários em que está cheia ou baixa), a situação de balneabilidade para que o banhista saiba o local adequado para banho e endereços dos postos de guarda-vidas. A ferramenta ainda contém vídeos com dicas comportamentais no lazer envolvendo rios, piscinas e praias.

Pelo aplicativo podem ser enviadas informações aos guarda-vidas, pedir ajuda ou acionar diretamente o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) pelo Whatsapp. “O aplicativo foi criado para prestar informação rápida e acessível às pessoas. É mais uma forma de orientar e informar o banhista para evitar acidentes que podem ser fatais. Uma inovação que servirá a ludovicenses e também a turistas”, informou o comandante do CBMMA.

Em caso de acidentes

Em caso de acidentes, as pessoas podem pedir ajuda no posto do Batalhão de Bombeiros Marítimo mais próximo e ainda acionar com canais telefônicos: 193 (Corpo de Bombeiros), 190 (Ciops) e 192 (Samu).

Em entrevista concedida ao site Poder360, indicada de Lula afirmou que inclusão de trans é pedido do próprio presidente e que avalia o tema.

Indicada pelo presidente Lula para assumir o Ministério do Esporte, a ex-atleta Ana Moser, pretende incluir atletas trans em disputas. “Temos de tratar os trans com todo respeito e condições de inclusão”, disse.

Segundo Moser, “há parâmetros que estão sendo avaliados e testados na prática”, como tempo de transição e nível de hormônios. Ela ainda disse a “missão” dada pelo presidente Lula é a de transformar o esporte num mecanismo que atenta aos “mais necessitados”.

“Já avançamos muito nesses parâmetros com algumas experimentações, porque algumas federações têm mais liberdade em alguns lugares do mundo. Precisamos dar o tratamento mais cidadão e civilizatório a essas pessoas”, prosseguiu.

Como isso implica em garantir a homens biológicos que começaram a identificar-se como mulheres, a ministra não explicou.

Nos últimos o massacre promovido em competições femininas que aceitam as chamadas “mulheres trans” causou muita polêmica sobre a igualdade de condições no esporte.

As declarações da ministra foram dadas ao site Poder360 e publicadas sexta-feira (6 de janeiro).

AGENDA LGBTQIA+

História em quadrinhos traz o vilão Coringa grávido

06/01/2023 - José Linhares Jr
Após mostrar versão bissexual do Super-Homem, editora DC Comics lança série em que o arqui-inimigo do Batman engravida e vomita o filho.

Coringa: O Homem que Parou de Rir é uma das primeiras histórias em quadrinhos de 2023. E, seguindo a linha da catequização na agenda LGBTQIA+ que envenena a cultura pop, traz uma história que mostra o Coringa grávido. O vilão arqui-inimigo do Batman ainda vomita o filho.

Iniciada em 2022 e produzida por Matthew Rosenberg e Carmine Di Giandomenico, a série está considerada uma das peças mais bizarras e infames dos quadrinhos nos últimos anos. Lembrando que em 2021, a DC Comics já havia lançado uma versão bissexual e ativista ambiental do Super-Homem. A editora é dona dos dois personagens.

Originalmente chamada de The Man Who Stopped Laughing, e sem previsão de tradução ou lançamento no Brasil, o quadrinho foi lançada oficialmente em 4 de janeiro de 2023.

História é mais um ponto de avanço da agenda LGBTQIA+ na cultura pop.

A história mostra o icônico vilão engravidando e dando à luz. Como se não bastasse, o “pai” do filho do Coringa é a heroína-mágica Zatanna.

A gravidez foi resultado de um feitiço lançado por Zatanna sobre o Coringa depois que ele tentou persuadi-la a começar uma família com ele. A personagem lançou um feitiço para impedir que o vilão tivesse filhos: “ninguém mais jamais terá um bebê do Coringa”. No entanto, seu verdadeiro significado foi distorcido na promulgação do feitiço, de modo que o próprio Coringa teria seu próprio bebê.

O Coringa grávido acorda (em uma cama da Mulher Maravilha) e se vê repentinamente grávido de 9 meses. Curiosamente, ele se veste e um gorila com roupas medievais e um homem vestido de bobo da corte o cumprimentam. Este último ajuda o Coringa a perceber a gravidez. O vilão nem parecia perceber o que havia acontecido.

Um outro vilão que examina o Coringa grávido e brinca com a situação: “Eu nem sei de onde o bebê vai sair”. Depois de tentar empurrar a criança, o Coringa vomita uma substância marrom. Parecida com lama, ela se transforma em uma criança, que o Coringa afirma ser seu filho.

O Coringa apareceu pela 1ª vez em # 1 de 1940. O vilão estrelou a saga Piada Mortal, de 1986. Considerada um dos maiores clássicos das histórias em quadrinhos de todos os tempos. Nela, a origem do vilão é mostrada como trabalhador de uma fábrica de produtos químicos que largou o emprego para se tornar um comediante de stand-up. Com o fracasso, ele concordou em ajudar uma gangue de criminosos a roubar seu antigo empregador. Mas, depois de ser perseguido pelo Batman, o vilão caiu em um tanque de produtos químicos. Combinado com o trauma de perder sua esposa grávida e filho recém-nascido em um acidente, nascia então o Coringa.

Para ter acesso à gratuidade, o bombeiro civil deverá estar devidamente fardado.

Projeto de Lei do vereador Marquinhos Silva (PSC) deve beneficiar bombeiros civis da capital com a gratuidade no embarque em transporte público municipal. O texto foi apresentado na Câmara Municipal de São Luís e tramita na casa legislativa. Pela proposta, as empresas de ônibus concessionárias do serviço de transporte coletivo de passageiros deverão realizar, gratuitamente, o deslocamento deste efetivo civil, dentro da capital.

Para ter acesso à gratuidade, o bombeiro civil deverá estar devidamente fardado, diz o texto do Projeto de Lei. Também deve apresentar sua carteira de identidade funcional ao conduto do coletivo ou funcionário designado pela empresa. O bombeiro civil permanecerá, até o momento do desembarque, à disposição dos funcionários da empresa e dos passageiros, quanto aos necessários atos relacionados à segurança pública.

“O nosso objetivo, sem qualquer prejuízo para terceiros, é o de minimizar a situação dos bombeiros, principalmente, os de menor graduação, tendo em vista os baixos salários a que sempre estiveram submetidos. Desta forma, diante da excepcionalidade demonstrada pela necessidade deste projeto de lei e a fim de garantir gratuidade no transporte coletivo, espero a parceria dos meus nobres pares para que juntos, possamos aprovar este projeto”, justificou o vereador Marquinhos Silva.

Atuação

A função do bombeiro civil é proteger pessoas e patrimônios contra riscos de acidentes como incêndios e vazamentos. Ele salva a vida de pessoas em terra, água, alturas e presta primeiros socorros quando necessário. O bombeiro civil também realiza inspeção e testes em equipamentos de segurança. Além disso, treina equipes que atuam em situações de emergência.

Diferente do bombeiro militar, o bombeiro civil tem uma formação menos complexa, que não segue a carreira militar e atua nos limites do local para onde foi contratado. Em alguns casos, ele é responsável por controlar a situação até a chegada dos bombeiros militares ou da polícia.

Atualmente André Fufuca é líder da legenda na Câmara de Deputados.

Em busca de minimizar a força da oposição no Congresso, o Partido dos Trabalhadores (PT) começou a fazer gestões pelo apoio de partidos que faziam parte da base do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Nesta semana, um dos alvos tem sido o Progressistas (PP).

Dono da quarta maior bancada de deputados na Câmara Federal – com 47 parlamentares eleitos para a próxima legislatura -, o partido já recebeu assédio petista.

As conversas foram iniciadas com o deputado federal André Fufuca, do Maranhão. Ele presidiu a sigla enquanto o senador Ciro Nogueira (PP-PI) esteve à frente da Casa Civil de Bolsonaro. Com a volta do piauiense à presidência da legenda, o maranhense foi deslocado para a liderança na Câmara.

O principal ponto de convergência entre PT e PP é a eleição para a presidência da Casa. Os progressistas trabalham pela reeleição do seu filiado Arthur Lira, e podem contar com apoio petista, num gesto que pode levar à ampliação da aliança para um apoio ao governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Dos 47 progressistas na Câmara, o PT estima contar com o apoio de até 35 parlamentares.

Imirante procurou Fufuca para comentar o assunto, mas ele ainda não se manifestou.

Propaganda