SE FOSSE FILHO DO OUTRO...
Mulher do filho de lula foi afastada do trabalho após ser agredida por ele
Por José Linhares Jr • 02/04/2024
Compartilhe
Luís Cláudio Lula da Silva enfrenta acusações de violência doméstica por uma médica com quem teve um relacionamento

SÃO PAULO, 2 de abril de 2024 – Luís Cláudio Lula da Silva, o filho mais novo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de 39 anos, é acusado de agressões frequentes por uma médica com quem manteve um relacionamento por cerca de dois anos. Segundo a vítima, as agressões se intensificaram ao longo do tempo.

A companheira registrou boletim de ocorrência eletrônico contra Luís Cláudio na terça-feira (2) na Delegacia da Mulher em São Paulo. Em seguida, ela prestou depoimento por videoconferência, onde sua identidade foi confirmada.

No boletim de ocorrência, a mulher, de 29 anos, afirma que as agressões são físicas, verbais, psicológicas e morais. Segundo a vítima, os casos de violência têm se intensificado ao longo das últimas semanas, colocando em risco sua integridade física e mental.

Ela contou à polícia que já foi afastada do trabalho por um mês devido ao trauma causado pelas agressões e foi hospitalizada com crises de ansiedade. Ela também disse que recebe ameaças e ofensas constantes de Luís Cláudio, sendo chamada de “doente mental”, “vagabunda” e “louca”.

No registro do boletim de ocorrência, ela afirma que Luís Cláudio “manteve relações sexuais com outras mulheres de forma desprotegida” e que ele “chegava em casa bêbado” e tentava entrar em seu quarto mesmo quando ela pedia que ele se mantivesse distante.

A vítima também afirma que tem sido “manipulada” e “ameaçada” para não denunciar as agressões, sob a alegação de que o agressor é filho do presidente e que “possui influência para se safar das acusações”.

Compartilhe
25/01/2024
ALMA LAVADA
Jornalista Elbio Carvalho é inocentado de acusações de assédio sexual
16/09/2022
SILÊNCIO FEMINISTA
PCC sequestra e mata mulher que se recusou a beijar traficante em festa
08/03/2022
Vídeo
A causa feminina apenas quando convém

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda