CERIMÔNIA
Ministros de Lula usam aviões da FAB para prestigiar casamento
Por linharesjr.com.br • 07/02/2024
Compartilhe
Avião FAB
Ministros do governo Lula são criticados por usar aviões da FAB para comparecer ao casamento do presidente do TCU, Bruno Dantas.

SÃO PAULO, 07 de fevereiro de 2024 – No último sábado (3), o casamento do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, em São Paulo, se tornou palco de polêmica envolvendo ministros do governo Lula.

Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, 13 ministros utilizaram jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB) para comparecer ao evento, alguns deles aproveitando agendas casadas, outros pegando carona no avião presidencial e até solicitando reembolso de passagens com dinheiro público.

O enlace matrimonial entre Bruno Dantas e a empresária Camila Camargo, CEO do Grupo Esfera, aconteceu no Centro Hípico de Santo Amaro, na zona sul da cidade de São Paulo. O evento contou com a presença de autoridades dos Três Poderes, além de empresários de destaque no cenário nacional.

Entre os ministros presentes estavam Geraldo Alckmin (Desenvolvimento e Indústria), Alexandre Padilha (Relações Institucionais), Alexandre Silveira (Minas e Energia), Renan Filho (Transportes) e Carlos Fávaro (Agricultura), entre outros.

Haddad, Alexandre Padilha e Simone Tebet aproveitaram agendas do presidente Lula para viajar no avião presidencial, que esteve na cerimônia de comemoração dos 132 anos do Porto de Santos e no anúncio de obras do Túnel Santos–Guarujá.

Já Múcio, da Defesa, e Lewandowski, da Justiça, solicitaram aeronaves da FAB alegando questões de segurança.

Silvio Costa Filho custeou sua viagem com recursos próprios, enquanto Renan Filho pagou do próprio bolso sua ida e volta a São Paulo, participando de outros eventos na cidade.

Messias, Dweck e Silveira afirmaram que também custearam suas passagens com recursos pessoais.

Compartilhe
20/02/2024
DECISÃO
Desembargadora maranhense é afastada pelo CNJ por dois anos
20/02/2024
FORO PRIVILEGIADO
Oposição aposta no fim do foro contra excessos do Judiciário
20/02/2024
PANDEMIA DE CORRUPÇÃO
Mais um membro do Ministério Público maranhense acusado de corrupção

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda