FÁCIL DEMAIS
Lula aposta na estupidez de bolsonaristas para enfraquecer oposição
Por José Linhares Jr • 11/01/2023
Compartilhe
Contando com ataques da militância bolsonarista contra governador de São Paulo, Lula fez questão de divulgar fotos de encontro protocolar entre os dois em suas redes sociais.

A cada dia que passa fica mais evidente que o presidente Lula (PT) irá apostar, sempre que puder, na ignorância política do bolsonarismo de quartel. Nesta quarta (11 de janeiro), após visita protocolar do governador de São Paulo, Tarcísio Freitas (Republicanos), Lula publicou uma foto apertando a mão do adversário em suas redes sociais.

Após a divulgação das fotos do encontro entre Tarcísio e Lula nas redes sociais do presidente, o governador foi alvo de ataques de bolsonaristas que o acusavam de “traidor”. Os petistas, por outro lado, chamaram Lula de estadistas e elogiaram sua predisposição ao diálogo.

Sendo estratégia, ou não, a divulgação do aperto de mão nas redes sociais de Lula ajudou a minar a relação de Tarcísio com os bolsonaristas.

O ENCONTRO

Também participaram da reunião os ministros Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e Rui Costa (Casa Civil), além do secretário de Governo e Relações Institucionais de São Paulo, Gilberto Kassab. Kassab é presidente do PSD, partido que indicou três ministros no governo Lula: Alexandre Silveira (Minas e Energia), Carlos Fávaro (Agricultura) e André de Paula (Pesca).

A assessoria de Tarcísio informou que o governador destacou ao presidente Lula a importância da concessão do porto de Santos e assegurar o investimento na construção de um túnel entre Santos e Guarujá.

O novo ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França (PSB) já se mostrou crítico da privatização do porto paulista. Ele tem defendido que a autoridade portuária continua estatal, com a concessão de terminais à iniciativa privada.

Os dois se reuniram

no Planalto nesta quarta. ‘Na campanha, falei que respeitaria e trabalharia com todos os governadores, pelo bem do Brasil’, disse Lula. O presidente Lula e o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, durante reunião no Planalto Ricardo Stuckert/Presidência da República O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reuniu nesta quarta-feira (11) com o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos). Após o encontro, o petista publicou uma foto com Tarcísio e uma mensagem com frase que foi o nome da coligação do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na campanha eleitoral de 2022: “Pelo bem do Brasil”. “Conversei hoje com o governador de São Paulo, Tarcísio Gomes de Freitas. Na campanha, falei que respeitaria e trabalharia com todos os governadores, pelo bem do Brasil. É o que estamos fazendo”, afirmou. Antes de ser governador de São Paulo, Tarcísio foi ministro da Infraestrutura do governo Bolsonaro. Porto de Santos

Compartilhe
17/04/2024
DÉBITOS
Governo do Maranhão renegocia dívida com a União
17/04/2024
INVESTIGAÇÃO
Caso Odylo: Membros da Seduc faltam a reunião com delegado
17/04/2024
SENADO
Senadores maranhenses se dividem sobre PEC das Drogas

1 Comentário

  1. Julião

    Tu queres o que, blogueiro,que ele ganhe uma medalha? Foi alta traição e desconsideração total. Coloque-se no lugar de bolsonaro que andou com esse cara para cima e para baixo para elegé-lo, sendo que ele não era nada antes e recebeu o mais rico estado do país. Derrotou haddad dentro de casa graças a bolsonaro e aí tu o vê de mão dadas com quem está fazendo de tudo para prendê-lo por prender e que tomou uma eleição da maneira mais desonesta, que quebrou o país com a maior rede de corrupção como nada importasse e classificando/tratando seus seguidores e apoiadores de terroristas e criminosos.
    Só lembrando que os governadores da esquerda nem falavam com bolsonaro, quanto mais tirar foto. É questão de princípios, timming, honestidade etc. Nesse ponto o pessoal da esquerda é coerente: não gosta mesmo e não faz cena.
    Nem todo mundo é sangue de barata como tarcísio e os blogueiros da mirante, os novos lulistas.
    Em tempo: desde quando luladrão quer o bem do brasil? Por ele, o país nem existira. Seria tudo uma unidade latino americana.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda