DETIDOS
Influenciadores do MA são presos por divulgar jogos de azar
Por linharesjr.com.br • 26/10/2023
Compartilhe
Prisão SEIC
Dois influenciadores digitais são presos em São Luís por continuarem a divulgar jogos de azar e rifas virtuais.

SÃO LUÍS, 26 de outubro de 2023 – Dois influenciadores digitais que se dedicavam à promoção de jogos de azar e rifas virtuais nas redes sociais foram detidos pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC) da Polícia Civil em São Luís nesta quinta (26).

A divulgação desse tipo de jogo em plataformas digitais e outros meios de comunicação, incluindo outdoors, comerciais televisivos, busdoors, panfletos, rádio e livretos, foi proibida na semana passada, após a sanção de uma nova lei estadual pelo governador Carlos Brandão.

De acordo com informações, Hellen Silva foi presa por descumprir um Termo Circunstancial de Ocorrência no qual se comprometeu a não mais divulgar os jogos de azar. Prints obtidos pela Polícia demonstraram que a influenciadora continuou a publicizar os links, resultando em sua prisão.

O deputado estadual Yglésio Moyses, autor da lei que proibiu a divulgação desses jogos, anunciou a prisão de outro influenciador. Ele informou em seu perfil no Instagram que o perfil @socapaceteslz foi detido pela SEIC por promover rifas com um valor mínimo de aposta de R$ 0,10, para o sorteio de três motos.

O deputado escreveu em seu post: “Mais um bandido das rifas enjaulado. O tal socapaceteslz é o primeiro de muitos! Estamos de olho! Parabéns à SEIC pelo brilhante trabalho!”

No mês passado, a Polícia Civil realizou a operação “Quebrando a Banca”, que teve como alvo uma influenciadora que divulgava o chamado “Jogo do Tigre.”

Após a operação, o vereador Andrey Monteiro de São Luís, que já havia divulgado o “Jogo do Tigre” em suas redes sociais, cancelou uma rifa virtual que ele e um perfil sensacionalista estavam promovendo.

O prêmio, com valor mínimo de aposta de R$ 0,25, seria de R$ 20 mil ou uma Moto MT03, avaliada em mais de R$ 30 mil.

Compartilhe
20/02/2024
DECISÃO
Desembargadora maranhense é afastada pelo CNJ por dois anos
20/02/2024
FORO PRIVILEGIADO
Oposição aposta no fim do foro contra excessos do Judiciário
20/02/2024
PANDEMIA DE CORRUPÇÃO
Mais um membro do Ministério Público maranhense acusado de corrupção

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda