ESPETÁCULO POLÍTICO
Ex-secretário denuncia perseguição do Procon contra empresários
Por José Linhares Jr • 25/02/2023
Compartilhe
No intuito de promoção política, após transformar-se em ponto de vacinação de animais de estimação, Procon/MA vira “tribunal especializado em supostos crimes de homofobia”.

O desvio de finalidade da Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) no Maranhão atingiu níveis grotescos. Após ser transformado em ponto de vacinação de animais de estimação, a instituição que deveria tratar da defesa dos direitos do consumidor, ao que tudo indica, pretende ser uma espécie de tribunal especializado em supostos crimes de homofobia. Tudo devidamente transformado em espetáculo nas redes sociais da entidade e do ex-presidente do Procon/MA e marido da atual mandatária, Duarte Jr. As ações foram questionadas pelo ex-secretário estadual de Indústria e Comércio, Simplício Araújo.

Na manhã deste sábado (25 de fevereiro), a instituição fez uma publicação em suas redes sociais em que divulgou a autuação de um bar na avenida Litorânea por suposto crime de homofobia. Apesar de não fazer menção direta ao estabelecimento, por saber que incorreria em crime, o Procon divulgou imagem da fachada do bar em suas redes sociais.

Vídeos da autuação do proprietário do estabelecimento, gravados por funcionários do Procon, foram divulgados em primeira mão nas redes sociais do deputado federal Duarte Jr (PSB).

O acesso de Duarte antecipado ao material desperta a suspeita de que a ação tenha sido orquestrada para uso político.

Já o espetáculo de queima de reputação do estabelecimento, ao que tudo indica, foi promovido única e exclusivamente por uma suposta denúncia de um suposto cliente do bar. Tanto a publicação nas redes do deputado proprietário do Procon, quanto nas próprias redes sociais da entidade, não há um detalhamento sobre as investigações ou cuidado em apurar a denúncia de cometimento de crime.

A ação atabalhoada do Procon pode deixar empresários do estado vulneráveis a denúncias falsas. Uma vez que, no caso do estabelecimento da Litorânea, tudo indica que bastou a palavra do suposto cliente para configurar infração e autuação do estabelecimento.

O ex-secretário de indústria e comércio, Simplício Araújo, usou suas redes sociais para protestar contra a ação. No vídeo, Simplício afirma que a perseguição de empresários do Procon visando promover midiaticamente o proprietário da entidade acontecia em sua gestão como secretário. Ele afirmou, inclusive, que enfrentou esse tipo de ação arbitrárias do Procon.  

Compartilhe
11/03/2024
AVACALHAÇÃO
Após vacinar cães e gatos, Procon/MA comercializa livros 
23/02/2024
SENTENÇA
Acordo determina criação de cargos e concurso para o Procon-MA
15/08/2023
ABUSO DE AUTORIDADE
Procon-MA usa apagão nacional para achacar Equatorial Energia

4 Comentários

  1. Teodoro

    Como os direitos LGBTQUIa+ começaram a se fazer presentes. O incômodo com a presença desse público vai passar a ser mais frequente . Principalmente pelas “viúvas” do Bozo. Agora é puxar a cordinha, pedir pro “mundo parar” e descer !
    Não tem mais volta !

    Responder
    • José Linhares Jr

      Nada que um celular com câmera não resolva, amiguinho.

      Responder
  2. Teodoro

    Pois é meu amigo a vítima usou o dele e deu no que deu !

    Responder
  3. Carlos

    O palhaço e a companheira continuam aprontando. Até quando o povo vai continuar elegendo esse tipo abjeto de político?

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda