LISTA TRÍPLICE
Eduardo Nicolau vence eleição para procurador-geral de justiça
Por José Linhares Jr • 24/05/2022
Compartilhe
Atual detentor do cargo foi o mais votado com 264 votos e defende um MPMA “interagente com a sociedade e que promova avanços institucionais internos”.

Na eleição para procurador-geral de justiça do Ministério Público do Maranhão (biênio 2022-2024), realizada nesta segunda (23/05), o atual detentor do cargo, Eduardo Nicolau, foi o mais votado, com 264 votos, sendo 200 votos únicos. O promotor de justiça José Augusto Cutrim Gomes obteve 115 votos.

Todos os 324 membros do MPMA aptos a votar (293 promotores e 31 procuradores de justiça) participaram da votação.

Logo após a contagem dos votos, a Comissão Eleitoral levou o resultado ao Gabinete Civil do Governo do Estado. Receberam o documento o secretário-chefe da Casa Civil, Sebastião Madeira, o secretário de Estado de Articulação Política, Rubens Pereira, e a secretária-chefe do Gabinete do Governador, Luzia Waquim.

O governador do Maranhão Carlos Brandão já nomeou, na manhã desta terça (24/05), Eduardo Jorge Hiluy Nicolau, para o cargo de procurador-geral de justiça no biênio 2022-2024. Com isso, o atual PGJ permanece à frente do Ministério Público do Maranhão.

No caso da eleição do MPMA, somente dois candidatos concorreram.

Votação Eletrônica

Como ocorre em todos os processos eleitorais na instituição, a votação para escolha do procurador-geral de justiça do Maranhão deu-se por meio eletrônico. Os membros do MPMA aptos a votar utilizaram seu e-mail e senha institucionais para habilitar o sistema.

Compartilhe
17/06/2024
MARANHÃO
Grávida é baleada no MA e tiro fica alojado na perna do bebê
17/06/2024
LEVANTAMENTO
Quase 70% dos evangélicos e 43% dos católicos reprovam Lula
17/06/2024
RECURSO
MA receberá quase R$ 500 milhões em precatórios do FUNDEF

2 Comentários

  1. Neto

    Lamento a expressão, mas que merda.

    Responder
  2. Toninho Tijolada

    Kkkkk será se li direitinho? kkkkkk

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda