MANOBRA
Deputados tentam criar novas secretarias e cargos no Governo
Por José Linhares Jr • 22/06/2022
Compartilhe
Ação realizada pelos parlamentares da base de Brandão na Comissão de Constituição e Justiça buscou aprovar a criação de novos cargos comissionados.

A reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, realizada na manhã desta terça (21/06), teve momentos de tensão. O motivo foi a manobra da base governista da Comissão em aprovar a criação de novos cargos comissionados, através da criação de uma nova agência executiva metropolitana na região leste maranhense e uma nova secretaria de Estado, a pasta da Pesca e Aquicultura (SEPA).

A confusão começou quando o relator da MP 387/2022, que cria a nova secretária, o deputado Zé Inácio (PT), não se encontrava na Casa. O deputado Ricardo Rios assim se apresentou de pronto para assumir a relatoria para que assim fosse procedida a votação. Ao perceber que o governo não dispunha de votos para aprovar a criação da Secretaria, o deputado Rafael Leitoa, entrou em campo dizendo que não poderia ter a votação pois o relator não estava ,sendo que a mesma acabava de ser assumida por Ricardo Rios. Membro da CCJ, o deputado estadual Márcio Honaiser (PDT), foi firme ao dizer que não aceitaria este tipo de manobra, afirmando que este tipo de comportamento envergonha a classe política diante da população.

“Essa postura é inaceitável. Por que viram que estão perdendo aí querem mudar a regra no meio do jogo. Eu não aceito mudança de regra depois que o jogo começa. Eu me retiro, não fico nesta reunião. Na próxima, vocês se reúnem de novo, mas eu não concordo com o que está sendo feito aqui neste momento. Não posso concordar não é nem com a criação ou não criação da secretaria. O que não aceito é esta postura na CCJ”, disse Márcio Honaiser que se retirou da reunião sendo seguidos pelos deputados Wellington do Curso e Ciro Neto (PDT).

Desde a saída de Flávio Dino o novo Governo vem tentando de todas as formas buscar meios de abrigar a série de acordos e promessas feiras como forma de atrair aliados. A criação de uma Secretaria, que já está totalmente incorporada a outra, é uma forma de legalizar a acomodação destes aliados. O setor em discussão atualmente está incorporado à Sagrima desde de 2016.

O deputado Wellington levou o acontecido para a plenária na sessão que aconteceu em seguida. “Uma derrota histórica hoje do Governo do Estado na CCJ, tentando a todo custo aprovar MP que cria mais cargos comissionados. Estamos solicitando as gravações da sessão da CCJ, para mostrar a manobra que foi tentada, buscando deixar a máquina pública ainda mais inchada e pesada”, disse.

Vale lembrar também, que a relatoria assumida por Ricardo Rios pelo não comparecimento do deputado José Inácio, está prevista no Art.40, inciso VI do Regimento Interno, ou seja, totalmente dentro da legalidade.

Também é bom esclarecer que, de acordo com Art. 47 , parágrafo 2, está prevista a deliberação por maioria de votos, e na reunião que aconteceu na manhã desta terça feira, estavam presentes a maioria absoluta dos membros da CCJ.

Compartilhe
11/04/2024
DESPREZO
Pai de Duarte Júnior não vota nele e diz não ser valorizado
11/04/2024
ELEIÇÕES 2024
Homem admite fake news sobre Iracema Vale e é multado
11/04/2024
"TEMPOS ESTRANHOS"
Caso Musk e Moraes é comparado à fala de Fernando Braide

7 Comentários

  1. Anônimo

    Tomaram no CU bando de armamentistas desgraçados. O Governador em Exercício Paulo Velten, vetou o projeto que garantia porte de arma a atiradores. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder
  2. Natan

    Quer dizer pode aumentar cargos comissionados mais não pode dar um aumento melhor pars os servidores estaduais levando em consideração que vai onerar ns folha de pagamento

    Responder
  3. Anônimo

    Mais um idiota que acredita que porte de arma aumenta a criminalidade. Pode ficar tranquilo que quando os filiados do pt te ameaçarem com uma .40 no rabo, não será com uma arma registrada e nem com porte de arma.

    Responder
  4. Anônimo

    Já ta com medo. Sou do PT, já pode se esconder filhinho da mamãe do papai. Tu deve ter até medo de colocar a cara na janela, principalmente agora que BOZO tá com os dias contados

    Responder
  5. Anônimo

    Ahhhhhhh, tinha de ser do pt com esse vocabulário de pedrinhas. Partido de marginal mesmo. E mocinha do presídio, dá para bater palmas dentro do furico dele.

    Responder
  6. Julião

    O cara que está comemorando o veto ao porte de arma só pode ser petista de facção (pleonasmo vicioso) que morre de medo de levar um tiro na venta de uma vítima. E não sei como deixam internet nos presídios para esse tipo de carniça ficar cagando pelos dedos.
    Procure comprar corega para deixar o rabo apertado e satisfazer teus chefes da OCRIM.

    Responder
  7. Anônimo

    Chora mais !

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda