Unidade Hospitalar
Carlos Lula solicita vistoria do Corpo de Bombeiros no Hospital da Criança
Por linharesjr.com.br • 31/03/2023
Compartilhe
Unidade tem problemas estruturais. Além de princípio de incêndio, o hospital registra pontos de alagamento e infiltração em chuvas intensas.

O deputado Carlos Lula (PSB) pediu vistoria do Corpo de Bombeiros no Hospital da Criança Dr. Odorico Amaral de Matos, unidade pertencente à rede municipal de saúde de São Luís. A solicitação é devido a um princípio de incêndio verificado na última semana na unidade hospitalar.

Em vídeos que circulam na internet, é possível ver muita fumaça, além de crianças, acompanhantes e funcionários saindo às pressas da ala de radiologia, assustados com o incidente. A solicitação do deputado visa evitar um problema mais grave.

“O Hospital da Criança é uma unidade hospitalar que tem causado muita preocupação à sociedade e, recentemente, tivemos esse episódio de incêndio na sala de raio-x. Estamos solicitando uma vistoria preventiva do Corpo de Bombeiros para que nos informe se há algum problema. Se houver, que possam ser resolvidos prontamente”, afirmou.

Durante a vistoria, o Corpo de Bombeiros deve verificar as condições de funcionamento do principal hospital público de urgência e emergência pediátrica da Grande Ilha, haja vista que não foi a primeira vez que a unidade apresentou problemas estruturais. Além de princípio de incêndio, a cada chuva intensa o hospital registra pontos de alagamento e infiltração.

“Nosso intuito não é fazer discussão política ou eleitoral. Queremos ajudar a Prefeitura de São Luís, uma vez que ela vem se mostrado muito omissa em relação, sobretudo, aos problemas nos hospitais”, finalizou Carlos Lula.

Compartilhe
18/04/2024
fora-da-lei
Relatório sobre Alexandre de Moraes revela que ministro agiu contra a constituição do Brasil
18/04/2024
UPA
MPMA avalia qualidade do atendimento de unidades de Saúde
18/04/2024
ADVERTÊNCIA
MPMA recomenda ação rápida contra alagamentos em São Luís

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda