CUSTO
Brasil tem o segundo Congresso mais caro do mundo
Por O ESTADO DE S. PAULO • 11/12/2023
Compartilhe
Congresso Brasil
Cada deputado e senador custa, em média, R$ 23 milhões por ano. Só o Congresso dos EUA é mais caro que o brasileiro.

BRASÍLIA, 11 de dezembro de 2023 – O Brasil tem o segundo Congresso mais caro do mundo, em números absolutos. Só o parlamento dos Estados Unidos – a maior economia do mundo – possui orçamento superior. É como se cada um dos 513 deputados e 81 senadores brasileiros custasse pouco mais de US$ 5 milhões por ano, o equivalente a R$ 23,8 milhões.

Os dados, aos quais o Estadão teve acesso, são a conclusão de um estudo de pesquisadores das universidades de Iowa e do Sul da Califórnia e da Universidade de Brasília.

O gasto com cada congressista corresponde a 528 vezes a renda média dos brasileiros. O segundo lugar é da Argentina. Lá, cada congressista custa o equivalente a 228 vezes a renda média local.

Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores compararam o orçamento dos parlamentos e congressos de 33 países, compilados pela União Parlamentar Internacional (IPU, na sigla em inglês), o Banco Mundial e o escritório do FED (o Banco Central dos EUA) em St. Louis (no Estado do Missouri).

Aumento

Neste ano, o Senado aumentou o valor da cota parlamentar repassada aos senadores. Em 2023, senadores tiveram mais 6% no recurso; em 2024, 6% e em 2025, 6,13%.

Os representantes do Distrito Federal e Goiás recebem o menor repasse (R$ 22.307,91), enquanto os do Amazonas recebem o maior valor (R$ 46.933,20). Além disso, senadores ganharam um aumento no auxílio-moradia, antes de R$ 5,5 mil para até R$ 9 mil.

As ações aconteceram após a reeleição de Pacheco na Casa.

Compartilhe
02/02/2024
LEVANTAMENTO
Brasil tem a maior diferença salarial entre parlamentares e o povo
01/02/2024
LEVANTAMENTO
Brasil supera Argentina e lidera endividamento na América Latina
30/01/2024
LEVANTAMENTO
Brasil despenca em “Ranking de Corrupção”

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda