PARALISAÇÃO
Após decisão do TJ, sindicato dos professores decide suspender greve
Por Imirante • 30/03/2023
Compartilhe

O Sindicato dos Trabalhadores de Educação do Estado do Maranhão (Sinproesemma), decidiu na manhã desta quinta-feira (30), suspender a greve da categoria, após decisão do Tribunal de Justiça do Maranhão que decretou por unanimidade a ilegalidade do movimento. 

Segundo Raimundo Oliveira, presidente do Sinproesemma, em vídeo publicado nas redes sociais, houve uma reunião com a direção do sindicato, onde foi decidido a suspensão da greve dos professores alegando prevenção contra sanções que foram impostas os profissionais da educação pelo Tribunal de Justiça. 

Ainda de acordo com Raimundo Oliveira, o sindicato irá aceitar a proposta do Governo do Estado de 11% dividido em duas parcelas, e também pede o cumprimento de progressões e titulações para os educadores, que ficou acordado em reunião junto ao Ministério Público. 

Na quarta-feira (29) o pleno do do Tribunal de Justiça do Maranhão, decidiu  por unanimidade, considerar a greve dos professores ilegal e determinou retorno imediato dos docentes às salas de aula. Além de considerar a ilegalidade da greve, os desembargadores autorizaram o corte de pontos dos professores, mantiveram as multas e também o bloqueio das contas do sindicato da categoria.

O Ministério Público do Maranhão também já havia emitido parecer técnico solicitado pela Promotoria de Justiça de Defesa da Educação, que comprovava que a proposta de reajuste salarial feita pelo Governo do Estado aos professores da rede estadual de ensino, de 11%, estava no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal.

O movimento de greve dos professores durou por pouco mais de vinte dias e os profissionais queriam melhores condições de trabalho e valorização da categoria. O fim da greve é visto como uma oportunidade para que o diálogo entre o sindicato e o governo seja retomado e assim existe a expectativa que as negociações avancem e as demandas dos trabalhadores em educação sejam atendidas. 

Compartilhe
17/04/2024
DÉBITOS
Governo do Maranhão renegocia dívida com a União
17/04/2024
INVESTIGAÇÃO
Caso Odylo: Membros da Seduc faltam a reunião com delegado
17/04/2024
SENADO
Senadores maranhenses se dividem sobre PEC das Drogas

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Propaganda